Rúben Matos shows

Debate-boca

Do bate boca ao debate-boca.

Lusco Fusco

Uma conversa de café dentro do estúdio.

Decorria o ano de 2001. Na Maternidade Alfredo da Costa nascem duas crianças. Uma delas sou eu, a outra a minha querida irmã gémea. Contam cá em casa que o pediatra que me seguiu nos primeiros meses de vida já dizia: “Ai que ele olha para todo o lado! Vai ser um menino muito curioso.” Acho que o Doutor Rui tinha razão.
Quase duas décadas depois, as avaliações que costumam fazer de mim não são muito diferentes. Dizem que sou um irrequieto por natureza. Confesso. Sim, é verdade. Não consigo estar parado, pelo que fazer coisas novas e ter desafios permanentes é a minha praia. Ao mesmo tempo, dizem que sou a calma em pessoa. Não sabia que era possível ser estas duas coisas ao mesmo tempo. Pelos vistos, eu sou. Acreditem que para enfrentar desafios – por vezes, coisas até um bocadinho loucas –, manter a calma e paz pode ser uma boa ajuda para garantirem a vossa sanidade mental.

Já que falei em praia, uma dica: se me quiserem fazer uma surpresa, um copo ou uma boa conversa ao pôr do sol é sempre uma aposta certeira. Na praia, ao pé do Tejo, ou num dos miradouros de Lisboa (o da Graça é o meu favorito). Mas acho que a grande praia da minha vida – continuo na cantiga das praias –, é mesmo falar. Vejam lá que gosto tanto de falar que até enquanto durmo não me calo. É por isso que sempre quis vir parar à ESCS e a Jornalismo. Missão a ser cumprida desde setembro de 2019.
Já comunicava na escrita, frente às câmaras, e agora em frente a um microfone. Mais um desafio, lá está. Este tenho a certeza de que vai exigir uma mistura forte de loucura e alguma paz.

Curso: Jornalismo

Maior Sonho: Ser sempre feliz a nível pessoal e profissional

Maior Medo: Perder aqueles que me são próximos

Duas músicas: “Viva La Vida” dos Coldplay e “Watermelon Sugar” do Harry Styles (esta não me sai da cabeça nos últimos tempos)

Um livro: A arte subtil de saber dizer que se f*da, de Mark Manson

Momento histórico que gostavam de ter vivido para noticiar: A Revolução de Abril de 1974



Current track

Nome

Artist