Magda Cruz shows

Ponto Final, Parágrafo

Neste programa, os ouvidos leem.

Saudações, maltinha. O meu nome é Magda. (Não é Marta e não, não é um diminutivo de Magdalena). Tive a minha primeira estreia em Comunicação em 2006 como vilã na Floribella. Gostava de dizer que foi aí que me tornei “do contra”, mas, pelo que consta, já gostava de remar contra a maré muito antes disso.

Divido o meio tempo entre três coisas: 1º – juntar-me a novos projetos, 2º – queixar-me que não tenho tempo para todos os projetos e 3º-, finalmente, a trabalhar nesses projetos. Na ESCS FM não há tempo para me queixar, já que para além de ser um rebento nos Noticiários, espero ser
mãe de um novo programa e fazer um bom trabalho na Coordenação de Eventos. Quando vierem a uma festa e quiserem um autógrafo, já sabem: não
me peçam que vou estar a queixar-me que não tenho tempo.

Curso: Jornalismo

Maior Sonho: Viajar, viver e escrever em todos os continentes do planeta

Maior Medo: O meu maior medo é perder um dos sentidos. Pior do que isso, só pensar em qual dos 5 sentidos seria pior perder: entre ficar cega, surda ou muda venha o diabo e escolha. Convinha ter todos para trabalhar em Comunicação, já que não sou nenhum Jorge Luís Borges.

Duas músicas: Música portuguesa, por favor: “P’ra frente é que é Lisboa”, d’Os Quatro e Meia e “Sempre Bem”, dos Capitão Fausto

Um livro: “O luto de Elias Gro”, o primeiro de um triologia de João Tordo, português, portanto

Rede Social preferida: Conversa de café e, vá lá, o Instagram



ESCS FM

A voz que tu conheces

Current track

Nome

Artist