Francisco Palma


Francisco Palma shows

Hora de Ponta

O programa que te faz companhia na tua hora de almoço!

Topping

O top musical mais delicioso da ESCS FM

Olá, sou o Francisco (ou Kiko, que eu prefiro), tenho 18 anos e sou de Cascais, mas não sou tio. Não tenho nada de muito relevante para acrescentar a esta biografia, portanto, se leste até aqui, mal não vai fazer se leres alguns factos sobre a minha pessoa. Então, sou obececado pelo Panda do Kung Fu, sou cinturão castanho em karaté (mas não faço mal a ninguém), tive um pequeno e ligeiro acidente numa casa de banho do Oceanário de Lisboa quando era pequeno, tive e tenho sérios complexos de altura, apesar de ter uns sólidos 1.75m e se me tirarem os óculos da cara mais depressa leio braille do que as coisas que os professores escrevem no quadro. Tenho a mania que tenho piada e tento fazer stand-up nas apresentações orais para ver se não me enervo. Já fiz teatro amador e só não tentei seguir profissionalmente porque a minha mãe insistiu que devia, e passo a citar, “passar para plano B”. No meio disto tudo, como vim parar à rádio é um mistério da natureza, porque no meu leque de escolhas profissionais quando era pequeno entrava biólogo, chef de cozinha e cabeleireiro (vá se lá saber o que tinha na cabeça, no pun intended). Adorava saber tocar um instrumento e não canto mal desde que o palco seja o meu chuveiro. Sou um grande admirador de comediantes como o Ricardo Araújo Pereira e o César Mourão (os clássicos), mas não há comediantes que me façam rebolar mais a rir que os australianos e americanos. Sou um desastre na cozinha, mas por algum motivo sei fazer molho picante. Tenciono criar um canal de YouTube num futuro relativamente próximo. Ou distante. Vai acabar por dar ao mesmo. Enfim, se contasse tudo, já dava para escrever um livro. Com o prefácio escrito pelo Jorge Trindade. Obviamente.

Curso: Jornalismo

Maior Sonho: Ser próximo Vasco Palmeirim

Maior Medo: Ir preso por algo que não cometi

Duas músicas: Escolha estupidamente difícil! Assim de repente “The Man in Me”, do Bob Dylan e “Jeremias, o fora da lei”, do Jorge Palma

Um livro: Qualquer um da CHERUB ou do Jerónimo Stilton serviria, mas provavelmente o que mais me marcou foi “O Rapaz que ouvia as Estrelas”, de Tim Bowler, que fala sobre um rapaz pianista que podia ter escolhido melhores caminhos (spoilers)

Programa/podcast que recomendarias ao teu locutor/podcaster preferido: Claramente recomendava o Hora de Ponta ao Vasco Palmeirim e ao Pedro Ribeiro



Current track

Nome

Artist