Resumo da jornada 25 da Liga NOS: Benfica escorrega, mas mantém liderança graças ao confronto direto.

Written by on Março 20, 2019

Resumo da jornada 25 da Liga NOS: Benfica escorrega, mas mantém liderança graças ao confronto direto.
Autor: ESCS Magazine
Conteúdo retirado automaticamente da página do núcleo ESCS Magazine
Ver fonte

A jornada 25 da Liga NOS começou com o embate entre o Desportivo de Chaves e o Rio Ave. Num jogo com 12 amarelos (4 para o Chaves e 8 para o Rio Ave) e uma expulsão para o lado dos vila-condenses (Filipe Augusto aos 22’) nenhuma das equipas levou a melhor, acabando o jogo num empate 1-1.

Rúben Semedo abriu o marcador para o Rio Ave aos 27’, mas aos 82’ Niltinho empatou para os flavienses.

O Rio Ave segue na décima posição com 29 pontos, enquanto o Desportivo de Chaves segue em décimo sétimo com 21 pontos a 5 da linha de água.  

No Funchal, o Marítimo recebeu e venceu o Moreirense por 3-2. Os cónegos tiveram um excelente começo, ganhando 2-0 aos 13 minutos de jogo, graças aos golos de Arsénio e de Chiquinho. A remontada dos madeirenses começa com um golo de Getterson aos 37’ e foi finalizada com um bis de Joel Tagueu aos 54’ e 70’.

Com este resultado, o Moreirense perde terreno para o Sporting e permanece na quinta posição com 42 pontos. Já o conjunto madeirense sobe para décimo primeiro com 27 pontos.

Em Braga, jogou-se o sempre quente derby do minho. Os bracarenses saíram vitoriosos com um golo solitário de Ricardo Horta aos 34’. O conjunto da cidade berço fica a queixar-se de um penálti por assinalar as 68´. O jogo ficou marcado pelo que aconteceu fora das quatro linhas, com conflitos entre apoiantes dos “arsenalistas” e dos vimaranenses.

O Braga mantém seguro o terceiro lugar com 55 pontos. O Vitória de Guimarães segue em sexto com 39 pontos, agora a 3 do Moreirense.

O Sporting deslocou-se ao Bessa para jogar com o Boavista. O jogo abre com um golo dos boavisteiros logo aos 3 minutos por Neris. Apenas um quarto de hora depois os leões empatam através de um auto-golo infeliz por parte de Edu Machado. O momento do jogo surge ao minuto 90, quando Rafinha cai na área do Boavista e o árbitro João Pinheiro apontou para a marca dos onze metros, sendo a decisão confirmada pelo VAR. Bruno Fernandes manteve a frieza e mais uma vez não perdoou, marcando ao clube onde foi formado.

Após o jogo, a decisão de João Pinheiro e do VAR foi altamente contestada pelos presidentes do clube e da S.A.D dos boavisteiros.

Legenda: Jogadores do Boavista protestam pénalti. Fonte: O Jogo

No Algarve, o Portimonense recebeu e bateu o Nacional da Madeira por 5-1. A formação de Portimão recupera assim da derrota em Alvalade na jornada anterior. Os algarvios estavam a vencer 3-0 ao intervalo, com auto-golo de Júlio César aos 23’ e golos de Lucas Fernandes e de Paulinho aos 28’ e 40’ respetivamente. Na segunda parte, os tentos foram apontados por Hamzaoui, aos 53’, para os madeirenses e por Ayilton Boa Morte, aos 58’, e Jackson Martinéz, aos 80’, para o Portimonense.

Os algarvios seguem em nono com 31 pontos. O Nacional reforça a pior defesa do campeonato e enterra-se na décima quarta posição com 26 pontos.

Já em São Miguel jogou-se o Santa Clara vs Desportivo das Aves. Num jogo pouco memorável, as duas equipas empataram a zeros. Os açorianos continuam a pontuar numa época acima de todas as expectativas, seguindo em oitavo, com 32 pontos. A equipa da vila das Aves sobe para o décimo segundo com 26 pontos, em igualdade pontual com o Boavista e com o Nacional.

O Vitória de Setúbal e o Tondela, duas equipas na luta pela manutenção, defrontaram-se no Bonfim. O jogo acabou 0-0, sendo que o Tondela ficou reduzido a 10 homens com a expulsão de Ricardo Alves aos 45’.

As duas equipas situam-se imediatamente acima e abaixo da linha de água, separadas por apenas um ponto. Os sadinos seguem em décimo quinto, com 25 pontos, enquanto o Tondela vai na posição abaixo, com 24 pontos.

O Feirense recebeu o campeão em título, o Futebol Clube do Porto. A formação de Santa Maria da Feira abriu o marcador com um auto-golo de Felipe, aos 4’. O Porto rapidamente deu a volta ao resultado com golos de Danilo, aos 18’ e de Pepe, aos 35’. A partida fica também marcada por várias falhas na iluminação no estádio.

O Feirense aumenta o seu fosso em último lugar, com 14 pontos e a 7 do próximo classificado. Já os dragões ocupam o segundo lugar, mas em igualdade pontual com o Benfica. Ambas as equipas têm 60 pontos.

Legenda: Danilo estreia-se a marcar esta época. Fonte: O Jogo

A jornada fechou com o derby lisboeta na Luz. O embate entre o Benfica e o Belenenses S.A.D não foi para fracos de coração. Os golos só foram marcados na segunda parte. Jonas abriu o marcador da Luz para as águias, aos 55’. Dez minutos depois seguiu-se Samaris, fazendo o 2-0. No entanto, a equipa do Restelo, em apenas três minutos, empatou o jogo com duas ofertas da formação de Bruno Lage. Aos 68’, Vlachodimos julga mal e deixa passar um livre de Diogo Viana para o 2-1. O empate acontece aos 72’, quando Rúben Dias oferece a bola a Kikas, que, isolado, não perdoa. Ainda houve tempo para uma expulsão do lado do Belenenses. Eduardo Henrique vê o vermelho aos 90+4’.

As águias continuam a segurar a liderança devido ao confronto direto, seguindo com 60 pontos. O Belenenses S.A.D mantém-se no sétimo lugar com 37 pontos.   

Classificação:

1º- Benfica: 60 pontos

2º- Porto: 60 pontos

3º- Braga: 55 pontos

4º- Sporting: 52 pontos

5º- Moreirense: 42 pontos

6º- Vitória SC: 39 pontos

7º- Belenenses S.A.D: 37 pontos

8º- Santa Clara: 32 pontos

9º- Portimonense: 31 pontos

10º- Rio Ave: 29 pontos

11º- Marítimo: 27 pontos

12º- Aves: 26 pontos

13º- Boavista: 26 pontos

14º- Nacional: 26 pontos

15º- Vitória FC: 25 pontos

16º- Tondela: 24 pontos

17º- Chaves: 21 pontos

18º- Feirense: 14 pontos

Artigo revisto por Catarina Gramaço


Current track

Nome

Artist