O Que Esperar da Nova Temporada de Demolidor

Written by on Dezembro 8, 2018

O Que Esperar da Nova Temporada de Demolidor
Autor: ESCS Magazine
Conteúdo retirado automaticamente da página do núcleo ESCS Magazine
Ver fonte

A terceira e última temporada da série “Demolidor” estreou depois de dois anos desde que a segunda temporada foi para o ar. Apesar de parte do público se ter afastado durante esta espera, uma pesquisa realizada sobre espectadores americanos pelo The Hollywood Reporter aponta que esta continua a ser uma das séries mais vistas da Netflix, seguida de Making a Murderer.

De acordo com a vice-presidente de conteúdo original da Netflix, Cindy Holland, a demora deveu-se à produção e ao lançamento da minissérie Os Defensores, que junta Jessica Jones, Luke Cage, Punho de Ferro e Demolidor. Este projeto, entretanto, não chegou a ser renovado pela Netflix. A série Demolidor, por sua vez, também foi cancelada após esta terceira temporada, como foi comunicado pela Netflix. Esta acredita ser melhor terminar a série no seu auge, estando muito orgulhosa dos resultados que tem tido. E, como espectadora, concordo que não poderia ter tido melhor desfecho.

A espera de dois anos valeu a pena: a terceira temporada retoma o ritmo da primeira. Apresenta-nos um vilão instigante e uma grande reviravolta que faz com que o interesse que havia sido perdido na segunda temporada se recupere. Esta terminou num ponto muito baixo para Matt Murdock, razão pela qual o vemos agora num constante debate interno e afastado da sua antiga vida.

A previsão que havia sido feita em relação à nova temporada de Demolidor apostava no aparecimento de elementos das bandas desenhadas A Queda de Murdock e Diabo da Guarda, como Charlie Cox, ator que interpreta Matt Murdock, havia referido.

A pergunta sob a qual as temporadas anteriores culminaram foi sobre se Matt deve prosseguir com sua política de não matar. Essa dúvida surge entre a sua fé, que sempre o guiou, e o amargor em que se encontra depois de todo o seu mundo ter colapsado. Vemos, portanto, um Murdock que se fragmenta para depois se tornar no herói de Hell’s Kitchen.

Mantem-se, também das bandas desenhadas, o vilão da primeira temporada, Wilson Fisk, o Rei do Crime. Enquanto Murdock se sente progressivamente mais aprisionado, Fisk reconquista o seu poder e a sua influência. Há ainda a aparição de um novo vilão, Ben Poindexter, o Mercenário – tal como no HQ Diabo da Guarda. Poindexter é, em muitos sentidos, o que faltou na segunda temporada: um real e contínuo desafio para Demolidor, bem como uma presença cujos mistérios todos querem descobrir.

Dex é um agente do FBI altamente treinado e com tendências psicopatas. Fisk aproveita isto, sobretudo contra o Demolidor. Poindexter suja a imagem do herói de Hell’s Kitchen – outro motivo para Murdock estar tão distanciado de quem era originalmente. No entanto, Poindexter tem uma evolução enorme ao longo da temporada, uma vez que esta é dotada de verdadeiro propósito, não sendo o usual vilão, que é sem aparente razão.

O novo vilão, Poindexter, tem a parte psicológica bastante trabalhada, o que enriquece a terceira temporada. Wilson Bethel, que o interpretou, conseguiu trabalhar toda a dimensão das tendências psicopatas ao longo da vida de Benjamin, que o tornam o Mercenário, ferramenta de Fisk. É, assim, uma satisfatória surpresa para o público, que ansiava pelo retorno da animosidade presente no início da série Demolidor.

O showrunner Erik Oleson avisou que os HQs foram usados como inspiração, mas que a história contada é original: “Eu quero dar ao público o que eles querem, mas não da maneira que esperam”. Esta atitude de produção esteve presente ao longo de toda a série: o desenvolvimento das personagens que acompanham Murdock destoa da narrativa das bandas desenhadas. Exemplo disso é Karen Page, que, apesar de aparecer numa espiral descendente em A Queda de Murdock, nesta terceira temporada toma um novo rumo na sua carreira, prosperando como jornalista. Foggy Nelson também vive uma mudança positiva, tanto no seu emprego como na vida pessoal.

Nesta parte final da série, Matt Murdock tem os seus ideais definidos e age com maior clareza. Vive, ao longo dos novos 13 episódios, numa extrema desorganização em todos os sentidos. No entanto, a série termina com uma nota esperançosa para o herói de Hell’s Kitchen. Esta temporada mudou a forma de os espectadores verem Murdock ao longo das reafirmações que este precisou de fazer. Demolidor tem um desfecho grandioso que nos faz já ter saudades das personagens, mas também ter uma certa satisfação ao acompanhar todo o seu desenvolvimento.

A terceira temporada já está disponível na Netflix. Deixo-vos o trailer e a recomendação de que todos os que apreciem o universo Marvel devem ver esta série. São três temporadas com 13 episódios cada, e muito enredo!

Artigo revisto por Vitória Monteiro


Continuar a ler

Current track

Nome

Artist