Greve parcial no Metro de Lisboa durante a Web Summit

Written by on Novembro 6, 2018

Greve parcial no Metro de Lisboa durante a Web Summit
Autor: ESCS Magazine
Conteúdo retirado automaticamente da página do núcleo ESCS Magazine
Ver fonte

Os trabalhadores do Metro de Lisboa farão greve em dois dias da Web Summit. Em causa estão as reivindicações salariais, já pedidas na paralisação de 18 de outubro.

O acesso à Web Summit estará condicionado em dois dias – no segundo, dia 6 de novembro, e no último, dia 8 de novembro. Apesar do pré-aviso de greve ainda não ter vindo a público, a dirigente da Fectrans (Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações), Anabela Carvalheira, garantiu ao jornal Público que as greves dos dias 6 e 8 de novembro ocorrerão nos mesmos moldes.

A greve é parcial. Contudo, ainda não estão assegurados os serviços mínimos para estes dois dias de paralisações.

Anabela Carvalheira adianta que o objetivo desta iniciativa não é prejudicar diretamente a realização do Web Summit, mas sim causar mais impacto nas deslocações na cidade. “Cabe ao Governo e administração da empresa resolverem os problemas para que não haja mais transtornos”, admite.

É de relembrar que estas serão a segunda e terceira greves dos funcionários do Metro de Lisboa num espaço de dois meses – tendo em conta que a primeira foi a 18 de outubro.

Passando dos transportes terrestes para os fluviais: já na próxima segunda, dia 5 de novembro, as condicionantes nos transportes vão-se manter. A empresa responsável pela ligação fluvial entre o Barreiro e Lisboa, a Soflusa, continuará em greve, devido a divergências sindicais.


Artigo corrigido por: Joana Silvério


Current track

Nome

Artist