Funcionários do INEM têm de devolver partes de salários

Written by on Abril 8, 2019

Funcionários do INEM têm de devolver partes de salários
Autor: ESCS Magazine
Conteúdo retirado automaticamente da página do núcleo ESCS Magazine
Ver fonte

Foi detetado que 18 funcionários do INEM foram remunerados de forma incorreta, segundo a Direção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP), no âmbito da mobilidade intercarreiras para posições de técnicos superiores, e que agora terão de devolver o que receberam a mais. A notícia foi avançada esta sexta-feira pelo jornal Público.

Estimativas indicam que existem funcionários que terão de devolver, no mínimo, 17.301 euros, correspondentes ao período de remuneração entre 2013 e 2018.

A Direcção dos Recuros Humanos do INEM solicitou um parecer à DGAEP, no âmbito de pedidos de consolidação das carreiras, e, desta forma, a DGAEP percebeu que havia um erro na remuneração salarial dos trabalhadores e que este dinheiro tinha de ser reposto.

Funcionários do INEM afirmam que, assim que conheçam, concretamente, os valores que têm de pagar, irão avançar para os tribunais.

A explicação dada pelo responsável da Federação dos Sindicatos da Administração Pública é: “Acontece que, em 2012, quando se fez a reestruturação das carreiras, foi criada uma posição remuneratória de 995 euros para enquadrar os trabalhadores que não tinham curso equiparado a licenciatura”.

Estes funcionários estavam a receber 1021 euros, correspondentes à categoria de técnico número dois, que é uma categoria para quem possui licenciatura.

Fotografia “thumbnail”: Fonte- Observador; Fotografia de Hugo Amaral

Artigo revisto por: Ana Roquete


Current track

Nome

Artist